Soraya Vidya

Começamos a jornada chegando a Délhi e embarcando para o Nepal – um país muito pequeno localizado entre a Índia e Tibet. Oito dos dez maiores picos do mundo estão lá, incluindo o famoso Everest (8.844 m) na cordilheira do Himalaya, que significa “lugar nas neves”. Nosso roteiro incluiu a charmosa capital Katmandu com seus templos e monumentos históricos, a vida selvagem no Chitwan National Park, a bonita cidade de Pokhara em um lindo vale e um pequeno trekking até Nagarkot e Sarangkot.


 

 

No trekking encontramos pelo caminho várias crianças, homens e mulheres que vivem nas montanhas do Himalaya e nos receberam com muita hospitalidade para conversar, comer juntos ou somente contemplar a natureza. Teve um momento mágico ao abraçar uma idosa que trabalhava no campo, nos olhamos com tanta amorosidade e reverência e não queríamos mais sair daquele abraço… choramos tomados por uma compaixão essencial e da alegria por aquele encontro. Embora pobre materialmente o feeling sobre o Nepal é de uma nação rica espiritualmente, onde a alegria, a confiança e a hospitalidade do nepalês é notavelmente expressiva na simplicidade do viver. É contagiante a pureza, a energia, o carinho desse povo. Delicioso ouvir deles uma frase muito usada pelos comerciantes na hora de negociar um produto, “se você está feliz, eu também estou feliz” – um povo que transmite paz e felicidade genuína com o pouco que têm.

 

Nagarkot é um ponto com uma das melhores vistas da cadeia de montanhas do Himalaya onde é possível avistar o monte Anapurna. Assistir as cores do nascer e do por do sol entre as montanhas exuberantes do Himalaya desse ponto é uma experiência impactante.

  

error: Conteúdo protegido!!